Como viajar a Gramado sem conhecer a Rota Romântica? Trata se de um longo trecho de estrada o que vai de Porto Alegre a Gramado e que traz em seu caminho diversas oportunidades para os apaixonados em questão.

Mais do que a estrada apresenta, essa é uma oportunidade para quem quer viajar e curtir o visual da Serra Gaúcha, com a natureza abundante ao redor, passando por diversos pontos importantes da história do país, além de lugares especiais para comer e se hospedar.

Para te ajudar a chegar lá, preparamos um guia completo para você curtir a Rota Romântica da Serra Gaúcha e aproveitar o tempo para explorar a região, além, é claro, de renovar as bodas. Boa viagem!

O que é e como funciona?

A Rota Romântica não é um lugar específico, mas sim o caminho que você vai percorrer de São Leopoldo até a serra em si, passando por 14 municípios em seu caminho e curtindo a estrada, ou melhor, a rodovia RS 239.

O melhor é aproveitar gradualmente e ter muito tempo para isso. O sentido é que você esteja de carro, o que pode fazer alugando um assim que chegar a Porto Alegre de avião, ou simplesmente se aventurar e ir com o seu.

Como você estará na estrada, poderá apreciar a vista, conhecer as cidades e parar para descansar, se alimentar e tirar fotos.

Desta forma, esta é mais uma oportunidade de viagem do que passeio em si.

Você vai trocar dias fixos em uma única cidade para desbravar a região. Apesar de ser uma aventura, é algo completamente romântico, feito por muitas pessoas que conhecem e têm como inspiração o mesmo passeio feito na Alemanha.

O que esperar e como aproveitar melhor?

Curtir a Rota Romântica demanda tempo de planejamento, o que você pode fazer a partir de agora.

O primeiro passo é definir qual é a melhor época para viajar.

Nos dias mais quentes, as hortênsias dão sinal de vida e trazem um ar colorido às estradas, assim como às cidades. Já no período mais frio, são os plátanos que tomam conta, com suas típicas folhas caindo ao chão.

Segundo pesquisa realizada com diversas pessoas que partiram para a Rota Romântica, é o outono a melhor época para viajar. As cores dos plátanos chamam a atenção pelos tons alaranjados, que se espalham pelas estradas, deixando a vista ainda mais bonita.

Da mesma forma, as cidades ainda não estão tão cheias, o que torna a demanda menor e, em consequência, o preço dos hotéis baixa.

Outro fator importante é que você não precisa partir necessariamente de Porto Alegre, iniciando o trajeto em São Leopoldo. Você pode partir do sentido contrário e descer até Porto Alegre.

Para aproveitar bem, a grande dica agora é planejamento. A segunda, por sua vez, é disponibilizar tempo. O ideal é que você aproveite 10 dias de viagem.

vinícolas pela serra

Vinícola pela Serra. Créditos: Francisco Aragão

O que ver na Rota Romântica da Serra Gaúcha?

A paisagem. Essa é a grande questão que torna a Rota Romântica um dos passeios mais procurados e admirados por quem vai à Serra Gaúcha.

A vista é espetacular, desde que você esteja sempre na estrada durante o dia ou, no máximo, no pôr do sol.

Se fizer o circuito completo, você vai passar por 14 municípios (por isso precisa de tempo): São Francisco de Paula, Canela, Gramado, Nova Petrópolis, Picada Café, Linha Nova, Presidente Lucena, Santa Maria do Herval, Morro Reuter, Dois Irmãos, Ivoti, Estância Velha, Novo Hamburgo e São Leopoldo.

É claro que você não precisa parar em todos os pontos. Aliás, outro grande diferencial é que aqui você não tem obrigação de absolutamente nada. Por isso, neste guia, tudo o que você encontra são informações e recomendações.

Por isso, é recomendável que você passe pelas cidades e, caso não queira passar um dia em cada uma, conheça ao menos o centro, partindo da Igreja Matriz, algo em comum em todas elas e que delineia o passeio por suas ruas comerciais.

Dentro de cada cidade, há oportunidades para conhecer a cultura local, quase toda com base nos colonizadores alemães e italianos, além da gastronomia regional e, é claro, as compras que fará.

Como aproveitar a vista na Rota Romântica da Serra Gaúcha?

Além de aproveitar a estrutura que cada cidade oferece, uma grande dica é que você não tome esta viagem com pressa. Vá com calma e realmente desfrute a vista.

Você vai passar por diversos cenários dignos de pinturas, o que significa que é uma boa ideia parar o carro em lugares próprios e tirar algumas fotos, além de apreciar com seus próprios olhos.

Quando estiver nas respectivas cidades, também, pare e conheça ao menos a praça principal e um lugar para tomar ou comer algo. Isso te dará uma pequena ideia de como é a vida naquele lugar.

Quem sabe você não consegue boas histórias dos moradores.

Como as principais culturas são alemãs e italianas, a mistura rendeu projetos arquitetônicos únicos, com o conforto aparente até mesmo por quem os vê do lado de fora.

No caminho, você vai perceber que as cidades mais ao sul da Rota Romântica têm semblante alemão, pois foram os primeiros a chegar e escolheram a terra mais fria e próxima de rios.

As cidades da parte de cima são as de colonização italiana, cujo diferencial está nas construções, sim, mas também no modo como os moradores são mais calorosos.

Outra dica para você ponderar na hora de planejar a viagem é sobre qual estrada a tomar. Para muitas pessoas, a RS 239 é curvilínea demais, o que pode soar perigoso ou causar enjoos.

Como alternativa, você pode ir mais devagar, ou simplesmente utilizar a RS 115, que é menos glamourosa, mas mais reta. Ótimo se estiver na estrada à noite.

Fique de olho em radares e pedágios.

Ao chegar em Gramado, pare para apreciar a cidade

Gramado é, sem dúvida alguma, o principal destino de quem passa pela Rota Romântica, pois é a cidade-estrela da Serra Gaúcha e a responsável por atrair boa parte dos turistas.

Ou seja, aqui talvez a hospedagem seja mais cara, mas também há mais opções. Por outro lado, é recomendável que você aproveite mais a cidade, sobretudo porque há muitas atrações turísticas e gastronômicas.

Parques e espaços temáticos são os mais procurados no entorno da cidade, mas no centro, que circunda a Avenida Borges de Medeiros, você vai encontrar chocolaterias, churrascarias, museus, a Rua Coberta e cafeterias.

Ou seja, em Gramado é o lugar ideal para passar um dia inteiro, de preferência amanhecendo na cidade.

parque da ferradura vale a pena

Parque da Ferradura em Canela

O que Canela reserva de especial para os viajantes?

Outra cidade bastante procurada por quem vai à Serra Gaúcha, Canela é o tipo de lugar que tem tantas atividades que, mais uma vez, será difícil passar apenas um dia, mas caso esteja dedicado à Rota Romântica, aproveite ao menos isso.

Conheça as vinícolas de seu entorno, aproveite para espairecer pelo centro da cidade, ou visitar seus parques, cujo ecoturismo é o forte. Os principais parques são: Cachoeira, Ferradura, Sequoias, Caracol, Fazenda da Serra e Lage de Pedra.

Mas a gastronomia local também é forte, com churrascarias e suas parrillas, cafeterias, chocolaterias e cervejarias, além de uma vida noturna mais agitada do que uma pequena cidade pode parecer ter à primeira vista.

Se for ter alguma refeição na cidade, dê uma olhadinha no guia sobre os restaurantes locais.

Como se deslumbrar ainda mais com o que você vai encontrar em Nova Petrópolis

Apesar de passar por 14 municípios, a Rota Romântica encontra nessas três cidades os principais pontos de parada, o que inclui Nova Petrópolis e sua colonização alemã.

Considerada o jardim da Serra Gaúcha, aqui você vai encontrar paisagens espetaculares, como a Praça das Flores e seu labirinto, o Ninho das Águias e a possibilidade de apreciar voos livres dos aventureiros de plantão, e outros parques, como a Aldeia do Imigrante e o Parque Esculturas de Pedras do Silêncio.

Além disso, há diversas malharias e cervejarias que merecem a sua visita, além de restaurantes com comida típica alemã, como a cuca, schnitzel e o bolinho de batata.

Não perca a oportunidade de experimentar o generoso café colonial, que é uma delícia. Nós temos um guia para você aproveitar a cidade.

praças das flores nova petrópolis

Praça das Flores em Nova Petrópolis

Dicas do que evitar em sua jornada: cuidados com os horários

Durante a viagem, é preciso tomar alguns cuidados para conseguir curtir o carro, a família ou o momento romântico.

Em seu planejamento, os próximos passos que precisam ser dados é, além da época da viagem e a partir de qual direção vai viajar, o aluguel do carro.

Se realizar a viagem em casal (como uma lua de mel, por exemplo), pense em um carro que caibam suas malas, no qual vocês possam ficar confortáveis e seguros.

Ao alugar, analise a quilometragem e pesquise sobre os pontos de abastecimento, assim como o valor do combustível na região, para estar preparado.

Em seguida, é a hora de encontrar as hospedagens: é recomendável que você não viaje à noite, para poder aproveitar o visual da estrada, e também por não ser tão seguro. Desta forma, suas reservas precisam estar prontas.

Quantos dias de viagem fará? Reserve um hotel, pousada ou hostel em cada um dos lugares que pretende passar a noite, para evitar problemas relacionados a lotação ou indisponibilidade por qualquer outro motivo.

Por falar em horários, que tal garantir alguns ingressos de atrações que pretende visitar? Você pode fazer tudo isso pela internet.

Evite lugares muito cheios, sobretudo se você não fez reserva antes. Isso também vale para os restaurantes. Assim seu tempo de viagem será muito mais aproveitado.

Ter um itinerário é fundamental para não perder tempo e dinheiro, pois imprevistos acontecem.

Primeira dica do passeio: cachaças e compras

Em sua viagem, haverá trechos que te possibilitarão fazer compras ou aproveitar determinada cidade para conhecer, degustar e levar para casa itens regionais, como doces, queijos, mel, artigos de decoração, utensílios domésticos e cachaças.

Para aproveitar bem cada momento, então, é preciso saber onde e como.

Entre as cidades de São Leopoldo e Novo Hamburgo, por exemplo, você vai encontrar um super outlet. Como Hamburgo é a capital nacional do calçado, muitas oportunidades estarão à disposição por valores excelentes.

Já as cidades Estância Velha, Ivoti, Dois Irmãos e Morro Reuter apresentam feiras artesanais e de culinária local, o que é ótimo, pois a produção é orgânica e, desta forma, permite que você experimente quitutes sem precisar se preocupar com agrotóxicos.

Não deixe de levar para casa os cafés, sucos de uva e vinhos produzidos na região de Canela, Gramado e Picada Café.

Sabe aquele quiosque à beira de estrada? Ali podem estar doces simplesmente sensacionais, o que muita gente perde por passar apressado de carro, querendo apenas ir de uma cidade à outra.

Dheinhaus

Dheinhaus em Presidente Lucena

Onde comer na Rota Romântica da Serra Gaúcha?

Por falar em saber aproveitar, nada melhor do que experimentar a comida de todos os lugares possíveis. A gastronomia gaúcha é rica, sobretudo em seus cortes de carnes e a forma com a qual são assadas.

Mas os temperos alemães, italianos e portugueses faze a diferença aqui.

Em Novo Hamburgo, por exemplo, você vai encontrar o restaurante Galeto Mamma Mia, cuja especialidade, como o nome já diz, se mistura às massas frescas oferecidas com uma quantidade generosa de molhos.

Já em Presidente Lucena, a Dheinhaus é o tipo de lugar que traz a Alemanha para o interior do Rio Grande do Sul. Por sua vez, a comida mais aconchegante da Casa da Vovó, em Dois Irmãos, conversa com aquele almoço enquanto você descansa da estrada.

E, em Ivoti, o último domingo do mês traz uma oportunidade diferente: a Feira da Colônia Japonesa, com gastronomia asiática de primeiríssima qualidade.

A Rota Romântica da Serra Gaúcha vale a pena mesmo?

Com tantos detalhes, muitas pessoas se perguntam se a Rota Romântica vale a pena mesmo ou se é melhor ficar em uma das cidades e curtir a Serra Gaúcha.

A resposta não é tão simples, pois vai depender de sua disponibilidade e de seu planejamento financeiro.

Se você tiver o perfil de explorador e quiser fazer uma viagem diferente, que muitas vezes sai do circuito convencional turístico, esta é uma ótima oportunidade.

Por outro lado, você não conseguirá aproveitar cada cidade por muito tempo, assim como suas culturas e atrações turísticas.

Veredito

Apesar de diferente, a Rota Romântica vale a pena porque é… Diferente.

Ou seja, ela te dá a liberdade de fazer a sua própria viagem, além de permitir que os horários sejam flexíveis.

É um passeio definitivamente romântico, além de bastante abrangente. Apesar de não te permitir curtir por muito tempo cidade a cidade, o panorama disso tudo é que vai transformar a experiência em algo único.

No final da viagem, você terá conhecido muito bem o interior do Rio Grande do Sul, apreciado suas paisagens e visto em detalhes suas diferentes cidades, assim como apreciado a colonização alemã e italiana, além de ter comido muito bem.

Confira outras dicas para aproveitar bem sua viagem.

Rafael

Rafael

Cristão. Amo videogames, boas séries medievais e claro, tirar um tempo para viajar! :-)

cidade-de-gramado

Quer Economizar Muito em Gramado?

A Tchê Ofertas oferece centenas de cupons de desconto para aproveitar as Melhores Atrações e Restaurantes com Preços Excelentes.

Aproveite por tempo limitado. Clique no botão abaixo agora.